CANOAGEM
Alqueva (Rio Djebe)
Alqueva
(Rio Alcarrache)
Alqueva
(Estrela / Mourão)
Rio Ardila
-  Rio Douro
(Internacional)
-  Rio Douro
-  Rio Tejo
-  Rio Tejo
(Internacional)
Costa de Cascais
-  Cascais / Lisboa
Sapal das Hortas
Sado Challenge
Rio Raia
Sesimbra / Portinho Arráb.
-  Guadiana
(Badajoz/Jerumenha)
-  Guadiana
(Alqueva/Pedrógão)
-  Guadiana (Pedróg/PulodoLobo)
-  Guadiana
(Mértola/Vila RStºAnt)
-  Algarve (Ria Formosa)
-  Algarve
(Ponta da Piedade)
-  Volta à Costa Portuguesa
-  Volta à Madeira
Rio Zêzere
-  Berlengas

BTT
-  Serra da Arrábida
Serra de Aires

CANOAGEM E BTT
-  Serra da Arrábida

RAFTING
Rio Paiva

ACTIVIDADES / AGENDA

O Rio Ardila é hoje em dia um dos poucos que ainda mantém troços onde muito pouca gente passou.
Nascendo em Espanha na serra de Tentudia, o rio Ardila tem uma extensão de 60 km em terras Lusas até à foz no Guadiana.
O Ardila é um rio temperamental e ao longo do ano tem caudais extremamente variados que, antes da construção da barragem do Alqueva, iam ao ponto de ter zonas onde na Primavera / Verão o caudal era quase zero e com umas chuvadas se transformar num rio de grau 4 ou 5.
Embora, como já se disse, o caudal esteja hoje em dia condicionado pelo Alqueva, constata-se que nalguns locais ainda se podem fazer uns "bonitos" por entre as pedras e açudes.

Decidimos por isso, fazer uma exploração para conhecermos o quanto de belo e misterioso envolve este rio e os locais por onde passa.
A nossa viagem teve início junto à ponte de Pegões e término na ponte de Safára.
Nestes dois locais o acesso à água é fácil, contudo ao longo deste percurso não existem estradas de ligação sendo por isso muito difícil executar um resgate.
A fauna e a flora do Ardila são riquíssimas e as paisagens variam desde as gargantas até aos grandes planos de água.
Ao longo do rio poderá encontrar também vestígios da ocupação humana, hoje transformados em habitat da fauna e flora.
Os antigos moinhos situados em locais de excepcional beleza natural e de difícil acesso são o testemunho das duras condições de vida das gentes que neles trabalhava, estando agora ocupados por colónias de morcegos.
Para mais informações detalhadas, sugerimos a consulta do KAYAK NAVAL.
Não percam os "Comes & Bebes" locais de entre os quais destacamos o ensopado de borrego, a sopa de cação, as migas, o gaspacho, as sobremesas caseiras e o famosíssimo tinto da Amareleja. Aproveitem também para conhecer o património cultural da região, obtenham mais informações aqui.

LINKS
- Marina Parque das Nações
- SIPRE

- Federação Port. Canoagem
- ACBTejo

FORMAÇÃO
- Work-Shop BTT (Mecân.Básica)
- Esquimotagem
- Canoagem
- Orientação

BLOGUES
- Jorge Banha
- Paulo Branco


TORNEIO NAVALISTA 2007 - FOTOS

.

RIO ARDILA

Início da viagem