Rio Tejo
Rio Ardila

Douro Internacional
Douro Vinhateiro
Badajoz - Jerumenha
Rio Zêzere
Ribeira de Raia
Lisboa - Alhandra
Seixal
Barreiro
Gaio Rosário/Sarilhos
Ilha do Rato
Ilhas Berlengas
Sapal de Coina
Tróia
Sado Challenge
Sesimbra
Portinho da Arrábida
Cascais
Costa Vicentina
ALQUEVA
 - Granja - Estrela
 - Rio Alcarrache
 - Rio Dejebe
 - Estrela - Mourão
 - Jerumenha/Monsaraz
CANOAGEM / BTT
- A Rota das Minas
RAFTING
- Rio Paiva
BARCOS DRAGÃO
- Regatas / Taça Portugal
FORMAÇÃO
- Técnicas


2018 -COPYRIGTH BY KCT-KAYAK CLUBE DO TEJO NOTÍCIAS I LINKS I LOJA
CONTACTO I HOME I

Regata de Barcos-Dragão - uma tradição chinesa muito especial

O Dragão tem um significado muito simbólico para os Chineses. Um Dragão clássico tem a cabeça de um boi, chifres de um cervo, a crina de um cavalo, o corpo e escamas de uma cobra; as garras de uma águia e a cauda de um peixe. Com a sua força e poder o Dragão cavalga as nuvens no céu e comanda o vento, neblina e chuva.
O Barco simboliza o Dragão que representa a virilidade, o vigor, a fertilidade; é um ser benéfico,
apanágio dos deuses.

O Barco Dragão está profundamente enraizado na cultura da China, com cada barco a ter uma cabeça de dragão esculpido na proa e uma cauda na popa. O casco é pintado com escamas do dragão e as pás representam simbolicamente as garras. A tripulação é geralmente composta por 18-20 remadores no Barco Dragão tipo e 8-10 remadores no Barco Dragão pequeno, além de um tocador de tambor e um timoneiro. Em festas tradicionais os projetos de barco e número de tripulantes podem variar de 10 até 50 ou mais remadores, além de, claro, o tocador de tambor e o timoneiro.

As corridas são um espetáculo colorido, com pelo menos dois barcos a competirem uns contra os outros em distâncias 200-2000 metros ou mais. Não são apenas a força, resistência e habilidade o mais importante, mas sim o trabalho em equipe e harmonia.

Na China antiga o Barco Dragão foi utilizado para fins religiosos, como forma de apaziguar os deuses da chuva. Mais tarde Qu Yuan, o grande poeta guerreiro, cometeu suicídio no rio Mi Lo, em protesto contra a corrupção política que se vivia. Quando os barcos que o iam resgatar se aproximavam do corpo, os remadores atiraram bolinhos de arroz – tchong – para saciar os monstros marinhos, ao mesmo tempo que batiam com os remos para os afugentar.
Para comemorar este sacrifício, o povo começou a organizar corridas de Barcos Dragão em sua memória. Desde então, mais de 2000 anos atrás, as Regatas de Barcos Dragão tornaram-se uma parte importante da cultura chinesa, representando o patriotismo e integridade do grupo.
As Regatas de Barcos Dragão são um desporto de massas com um passado antigo e futuro promissor. Ainda não é um desporto olímpico, mas caminha rapidamente nessa direção. As Regatas de Bascos Dragão são um desporto de equipa, um desporto muito social e muito divertido também! Atraente para o mercado corporativo como uma "atividade comunitaria" é também um desporto de alto rendimento para os atletas de elite. As Regatas de Barcos Dragão são um desporto e atividade de lazer que pode ser praticado por todos e em todos os níveis de competição.
Quanto a nós esta é uma das actividades em que marcamos sempre presença (pela positiva) conseguindo excelentes “performances” nos comes & bebes, área em que somos imbatíveis.  Na próxima edição contamos levar 2 equipas e dois leitões assados!!!



VEJA O VIDEO